Meditação com Mantra não é só “ Chanti-Chanti”

Mantras são fórmulas de sons e palavras que alteram os padrões da mente e a química do cérebro, de acordo com leis físicas e metafisicas. A vibração do som que emitimos pela repetição do mantra dá-lhe o poder de alterar a química do cérebro.

Meditação com Mantra - Como atua na mente?

Da tradição do Yoga aprendemos a cantar mantras e a meditar com eles. A palavra Mantra significa literalmente: MAN Mente TRANG Onda.

Mantras são fórmulas de sons e palavras que alteram os padrões da mente e a química do cérebro, de acordo com leis físicas e metafisicas. A vibração do som que emitimos pela repetição do mantra dá-lhe o poder de alterar a química do cérebro.

Então o uso do mantra é baseada na ciência do conhecimento de que o som é uma forma de energia que tem estrutura, poder e efeito previsível sobre os chacras e a psique humana.

Tudo no universo é energia e esta é vibração que se manifesta sobre a forma de luz, som e matéria. Aquilo que somos é reflexo da forma como vibramos. Então se queremos ter consciência e uma vida feliz, é necessário sintonizar a nossa vibração ao ritmo da felicidade e assim como nós vibrarmos, o universo vibrará connosco.

Ao usarmos o mantra ao ritmo da respiração e usando os sons como fio condutor para as vibrações da criação, poderemos direcionar a vibração da nossa mente de forma consciente e sintonizada.

As palavras são uma forma de criação e palavras mal escolhidas podem dar fim a relações pessoais, assim como a vibração dos nossos pensamentos fazem a diferença da qualidade de energia que sentimos e emitimos. As nossas próprias crenças são frequências vibratórias ou ondas de pensamento e estas determinam a forma como nos sentimos a cada momento.

A toda a hora estamos a criar a nossa própria realidade, quer com o tipo de pensamentos em que a nossa mente vibra quer pelas palavras que deixamos formar e consequentemente criamos. Quer sejam de paz e abundancia quer seja de negatividade ou descrença.

Entoar mantras é uma forma consciente de direcionar a vibração da nossa mente, mesmo que não entendamos bem o seu significado, já que estes são vibração de sons que vibram na energia da criação do universo.

Em Kundalini Yoga os mantras o uso de mantras é parte da sua tecnologia de elevação da consciência e esta tecnologia é chamada de Naad Yoga. Este é um processo de harmonia através do qual o aad, ou infinito, pode ser experimentado. Esta ciência trabalha com o movimento da língua na boca, com a linguagem e com as mudanças químicas do cérebro.

No corpo humano, existem duas cavidades capazes de gerar vida através do processo criativo. São estas, os órgãos sexuais (masculino e feminino) e a cavidade do conhecimento (a língua e a boca). Estas criam a experiencia e fusão com o divino criador. Se notarmos os órgãos sexuais e a boca e a língua têm mesmo uma forma física idêntica.

Na boca, o palato superior forma o céu-da-boca, que contem 84 pontos meridianos (ou nadis) localizados no céu-da-boca. São 32 pares (2 x 32=64). Os outros 20 pontos situam-se na parte central do palato, distribuídos em forma de “U” com 10 pares de pontos ao longo de cada lado.

O movimento de cada parte da língua estimula esses pontos energéticos que por sua vez estimulam o hipotálamo que recebe impulsos a partir da repetição do padrão de som, recebendo assim mensagens químicas que vão para as áreas vitais do cérebro e do corpo.

O hipotálamo está ligado ao tálamo e à glândula pituitária que são o centro de controlo do nosso cérebro. Estes mudam a química do cérebro e do corpo, aumentando a intuição e abrindo o poder da compaixão, mudando assim a forma como nos sentimos e aumentando a nossa consciência e sabedoria de viver.

Também o nosso nervo vago, que está diretamente relacionado ao sistema nervoso parassimpático, o que nos traz o relaxamento e a felicidade, é também ativado pela vibração das cordas e fazendo todas as células do nosso corpo vibrar. Quando entoamos mantras o sistema nervoso sintoniza-se e o fluxo dos pensamentos move-se para um ser mais elevado. Então o Ego relaxa e as células vibram no verdadeiro silêncio. É nessa vibração do silêncio que podes sentir e ouvir o chamado da alma e agir de acordo com ele.

Esta forma de meditação é uma forma fácil de manter a nossa mente focada no ritmo, no som e na respiração, dando-lhe diversos pontos de foco para que a nossa mente esteja menos saltitona e para que possamos ao longo da respiração, pronunciação e projeção sintonizarmo-nos com a vibração do silêncio da nossa alma.

O Ego, pode arranjar diversas razões para gostar ou não gostar deste tipo de meditação, mas o Ego sempre arranja desculpas para nos impedir de o “domar”.

Quando estivermos atentos a esses truques do Ego para se continuar a manter dominante e usar a ansiedade e os pensamentos contínuos, nunca poderemos alcançar a serenidade e a sabedoria de ouvir o que a nossa alma quer para nós. E de nos ligarmos à melhor versão de nós próprios sabendo aproveitar esta vida Única que temos para viver.

Ana Rute

Ana Rute

Professora de Yoga e Yoga Terapeuta

Mais artigos:

Subscreve Newsletter

Aprende mais acerca da Yoga Terapia

Partilha:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Encontra a presença e tranquilidade

Irei esclarecer todas as dúvidas específicas, como o Yogaterapia pode ajudar no seu caso pessoal. CONTACTO DE ESCLARECIMENTO